Histórico


Em maio de 1958, a Câmara Municipal de Guarulhos aprovou a Indicação 79 do vereador Carlos Apparecido Rabelo de Freitas sobre a criação de uma escola Senai na cidade. A partir daí iniciaram-se demorados entendimentos da prefeitura de Guarulhos com a diretoria regional do Senai para concretizar a doação de um terreno destinado à instalação da escola. Nessas discussões entrou também o governo do estado, dado que seria preciso desapropriar uma área e obter um empréstimo para a prefeitura poder edificar a obra. Afinal, foi o governo do estado que acabou construindo a escola e cedendo o prédio ao Senai.

O convênio entre o Senai e o governo do estado de São Paulo foi firmado em 21 de novembro de 1966. A escola recebeu patrono e, com o nome de Escola Senai "Hermenegildo Campos de Almeida", iniciou suas atividades em julho do ano seguinte, com 63 alunos de aprendizagem industrial, matriculados nas ocupações de ajustador mecânico, torneiro mecânico, mecânico geral e mecânico eletricista. Nesse semestre, as oficinas funcionaram com gerador elétrico porque a Light não tinha instalado completamente a cabine de força da escola.

Com o desenvolvimento do parque industrial de Guarulhos surgiu a necessidade de oferecer mais vagas na escola Senai. Assim, foram criadas duas turmas volantes, uma para ajustagem e outra para tornearia – enquanto uma ocupava as oficinas, a outra ia para a sala de tecnologia. Esta solução provisória possibilitou aumentar a capacidade em 56 alunos.

Entretanto, a demanda por vagas crescia. Era necessário ampliar as instalações da escola. No início da década de 1980, o presidente do Conselho Regional do Senai-SP, Theobaldo De Nigris, solicitou ao governo do estado a doação de um imóvel para que o Senai construísse, com recursos próprios, um prédio maior. Meses depois, o Diário Oficial do Estado publicou a Lei nº 2890 de 9 de junho de 1981, autorizando a Fazenda do Estado a alienar ao Senai-SP um imóvel situado em Guarulhos.

A escritura de doação foi lavrada em 19 de novembro de 1984 e um ano depois teve início a reforma. Em 1988 foi implantado na escola o curso de formação de supervisores de primeira linha na área de mecânica geral, por meio de Acordo de Cooperação Técnica com a República Federal da Alemanha.

Em 1990, começou, em caráter experimental, uma nova modalidade do curso de eletricista de manutenção. Em 1998 foi implantado o curso técnico em gestão de processos industriais – produção e, em 2001, o de técnico em eletroeletrônica. Especialmente para esta última área, os equipamentos, instrumentos e instalações foram modernizados.

Exportar Calendário


Você pode exportar os eventos da escola para o Apple iCal, Microsoft Outlook ou Google Calendar.

Fechar